Ir para o conteúdo

Prefeitura de São Roque e os cookies: nosso site usa cookies para melhorar a sua experiência de navegação. Ao continuar você concorda com a nossa Política de Cookies e Privacidade.
ACEITAR
PERSONALIZAR
Política de Cookies e Privacidade
Personalize as suas preferências de cookies.

Clique aqui e consulte nossas políticas.
Cookies necessários
Cookies de estatísticas
SALVAR
Prefeitura de São Roque
Acompanhe-nos:
Rede Social Facebook
Rede Social Instagram
Notícias
Enviar para um amigo!
Indique essa página para um amigo com seus dados
Obs: campos com asterisco () são obrigatórios.
Enviando indicação. Por favor, aguarde...
AGO
14
14 AGO 2009
Divisão da Indústria, Comércio e Serviços estuda criação de cooperativa para costureiras
enviar para um amigo
receba notícias

foto: Litisen Pinheiro

Costureiras tiveram acesso a informações sobre cooperativismo

Com o intuito de formar uma cooperativa para a categoria das costureiras de São Roque, o Departamento de Desenvolvimento Econômico da Prefeitura promoveu na última semana uma reunião em parceria com o Serviço Nacional de Aprendizagem do Cooperativismo (Sescoop) e o Sebrae. Na oportunidade estiveram presentes, o diretor do Departamento, Leodir Ribeiro; o chefe de Divisão da Indústria, Comércio e Serviços, Marcos Villaça; a agente do Posto do Sebrae de São Roque, Maria Violeta Luebke e algumas costureiras. O vereador João Paulo de Oliveira também compareceu a reunião e apóia a iniciativa.

A reunião foi comandada por consultores técnicos do Sescoop que orientaram os profissionais sobre os procedimentos para a criação da cooperativa e como ela funciona.

Segundo o Departamento de Desenvolvimento Econômico, esse trabalho visa dar mais motivação e força de negociação à classe.

A proposta é de que a formação dessa cooperativa seja iniciada por meio de uma parceria entre Prefeitura e Sebrae que oferecerão cursos de capacitação e gestão. A Sescoop será a responsável pela consultoria para  montagem e administração da cooperativa até as profissionais se organizarem e estarem aptas a assumir a gestão. 

A ideia será discutida em uma nova reunião acontecerá nos próximos dias na Vila Nova, bairro onde está concentrada o maior número de costureiras da cidade. Neste dia serão apresentadas questões como a documentação, cargos e funcionamento da cooperativa.

“Este trabalho é para que as profissionais se organizem com a finalidade de obter menor preço  na compra de material, na quantidade e força de negociação de preços de venda dos serviços, sem depender de intermediários (atravessadores) que fazem  atualmente o preço muito pequeno por tratar com uma ou outra costureira. Tratando com a Cooperativa, o preço será diferenciado e  o serviço constante”, explica Violeta, agente do Sebrae.

O chefe de Divisão da Indústria, Comércio e Serviços do município relata que São Roque tem muitas profissionais capacitadas e possui também oficinas que prestam serviço com qualidade, mas que a maioria com atividade informal. “Uma de nossas metas, também orientação da administração municipal, formalizar as atividades das costureiras”, finaliza.

 

 

Seta
Versão do Sistema: 3.4.1 - 29/04/2024
Copyright Instar - 2006-2024. Todos os direitos reservados - Instar Tecnologia Instar Tecnologia