Prefeitura de São Roque destaca principais pontos do novo Decreto que permite flexibilização do comércio, a partir de 1º de junho

31/05/2020 às 09:27:00

A Administração Municipal anunciou, no início da noite deste sábado (30), os principais pontos do novo Decreto nº9280, que prorroga o período de quarentena até 15 de junho e autoriza a reabertura gradual de setores comerciais e econômicos, a partir de segunda-feira, 1º de junho. 

Com a medida além dos comércios essenciais que já estão funcionando e permanecem da mesma maneira, ficam permitidas as reaberturas, com restrições de: imobiliárias, concessionárias (veículos e motocicletas), escritórios em geral, comércio varejista, pesqueiros, shoppings, galerias e centros comerciais. Para todos está proibido consumo local nas praças de alimentação.

O horário de funcionamento passa a ser de 4 horas diárias, de segunda a sábado, das 10 às 14 horas. Nos demais períodos poderão operar pelos sistemas drive-thru e delivery.

Como medida de segurança, os estabelecimentos devem garantir a aplicação das normas editadas pela Vigilância Sanitária, entre elas a disponibilização de álcool gel, uso de máscara, distanciamento seguro e controle de aglomeração. A ocupação permitida nas lojas é de 20% do espaço físico. A mesma regra aplica-se aos estacionamentos, ou seja, uso de apenas 20% da capacidade. O descumprimento das normas implicará em multas e outras sanções.

O novo Decreto também abrange as pousadas, que atenderão com 40% da capacidade, sem uso das áreas comuns e hospedagem exclusiva paras fins de trabalho.

Por fim, a normativa dispõe sobre o transporte público, determinando retorno da operação de até 70% da frota, a ser definido diante de estudo da nova demanda.

Em live, o chefe de gabinete, Marcelo Marques, destacou que a retomada faz parte do plano São Paulo de flexibilização, que prevê avaliações semanais do comportamento da população diante das liberações, as quais determinarão abertura de novas atividades ou até o fechamento das ativas. “Ainda não é momento de grande circulação na Cidade, por isso saiam de casa se necessário e o mínimo possível. É momento de aplicarmos os 3Cs: cautela, compromisso e consciência para que possamos ter resultados efetivos tanto na Saúde, quanto na Economia”, concluiu.